Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
18/02/16 às 12h34 - Atualizado em 7/11/18 às 16h45

Operação conjunta combate transporte irregular de passageiros em Taguatinga e em Ceilândia


Servidores do Detran, da Secretaria de Mobilidade e das Polícias Civil e Militar estão nas ruas desde as 5 horas

O governo de Brasília realizou na manhã desta quinta-feira (18) operação para coibir o transporte irregular de passageiros em Taguatinga e Ceilândia. Policiais civis e militares e servidores do Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) e da Subsecretaria de Fiscalização, Auditoria e Controle, da Secretaria de Mobilidade, abordaram veículos na Avenida Hélio Prates, em vias secundárias e na BR-070. Os trabalhos começaram por volta das 5 horas e foram encerrados às 10 horas.

Trinta servidores em 17 viaturas, entre carros, caminhonetes e motos, participaram da operação. Nove veículos foram apreendidos. Sete ônibus e duas vans faziam transporte pirata e têm pendências com os órgãos de trânsito, como falta de documentação e multas vencidas. Os condutores foram autuados por transporte irregular de passageiros e receberam multas de R$ 2 mil a R$ 5 mil, sendo os valores mais altos aplicados nos casos de reincidência.

Em um dos casos flagrados, mais de 15 passageiros tentavam embarcar em uma van pirata, num ponto de ônibus próximo ao Setor Habitacional Sol Nascente, em Ceilândia. O veículo faria o percurso entre Ceilândia Norte e a área central do Plano Piloto, passando pela Avenida Hélio Prates e pela Estrutural. Algumas pessoas, que já haviam embarcado e chegaram a pagar R$ 5 pela viagem, tiveram o dinheiro devolvido.

Fiscalização

De acordo com o secretário de Mobilidade, Marcos Dantas, a fiscalização e o combate a esse tipo de infração têm sido constantes em todo o Distrito Federal. A secretaria tem as principais áreas de transporte pirata mapeadas. A ligação entre Ceilândia e o Plano Piloto é um dos pontos críticos. “A fiscalização é diária, mas os passageiros também precisam se conscientizar. Quem pega o transporte irregular coloca a vida em risco, pois não há nenhuma segurança.”

Para uma maior eficácia nas ações que coíbem o transporte irregular de passageiros, a Subsecretaria de Fiscalização, Auditoria e Controle traçou um planejamento de atuação em todo o DF e rotineiramente deverá formular estratégias de abordagem de forma conjunta, envolvendo outros órgãos de governo, como ocorreu hoje.