Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
8/03/21 às 17h11 - Atualizado em 19/03/21 às 13h24

Toque de recolher não altera horários dos ônibus

COMPARTILHAR

Transporte público é garantido para casos de emergência

 

As linhas de ônibus do transporte público coletivo do DF irão operar normalmente durante o período de vigência do toque de recolher, estabelecido pelo Decreto Distrital 41.874/2021. De acordo com o art. 4º do Decreto, o transporte público não está incluído na proibição de deslocamentos a partir das 22 horas, até as 5 horas da madrugada.

 

A Secretaria de Transporte e Mobilidade já comunicou às operadoras de ônibus que estão mantidas todas as viagens previstas nas tabelas horárias, inclusive as chamadas linhas “corujão”.  O artigo 4º do Decreto 41.874/2021 assegura que o transporte coletivo continuará a funcionar normalmente, conforme as exigências previstas nos contratos de concessão e permissão.

 

A medida é para garantir transporte público a todos que necessitarem de deslocamento em casos de emergência. O Decreto permite que as pessoas possam se deslocar em caso de eventual necessidade de tratamento de saúde emergencial, ou de aquisição de medicamentos em farmácias.

 

O toque de recolher vai até o próximo dia 22 de março, mas os rodoviários poderão se deslocar para trabalhar. Nesse período, a equipe da Semob irá monitorar o sistema e fazer eventuais ajustes que forem necessários.

Transporte público é garantido para casos de emergência

 

As linhas de ônibus do transporte público coletivo do DF irão operar normalmente durante o período de vigência do toque de recolher, estabelecido pelo Decreto Distrital 41.874/2021. De acordo com o art. 4º do Decreto, o transporte público não está incluído na proibição de deslocamentos a partir das 22 horas, até as 5 horas da madrugada.

 

A Secretaria de Transporte e Mobilidade já comunicou às operadoras de ônibus que estão mantidas todas as viagens previstas nas tabelas horárias, inclusive as chamadas linhas “corujão”.  O artigo 4º do Decreto 41.874/2021 assegura que o transporte coletivo continuará a funcionar normalmente, conforme as exigências previstas nos contratos de concessão e permissão.

 

A medida é para garantir transporte público a todos que necessitarem de deslocamento em casos de emergência. O Decreto permite que as pessoas possam se deslocar em caso de eventual necessidade de tratamento de saúde emergencial, ou de aquisição de medicamentos em farmácias.

 

O toque de recolher vai até o próximo dia 22 de março, mas os rodoviários poderão se deslocar para trabalhar. Nesse período, a equipe da Semob irá monitorar o sistema e fazer eventuais ajustes que forem necessários.

Leia também...