Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
27/05/21 às 11h49 - Atualizado em 31/05/21 às 11h28

DF reduz em 61% número de mortes no trânsito e fixa nova meta para dez anos

COMPARTILHAR

 

Resultado é divulgado em portaria conjunta que prevê continuidade de Programa Brasília Vida Segura

 

O trânsito do Distrito Federal ficou entre os mais seguros das capitais, com a redução de 61% no número de mortes em acidentes na década de 2011 a 2020. O resultado obtido por meio de ações do Programa Brasília Vida Segura foi oficializado em portaria conjunta das Secretarias de Transporte e Mobilidade, Segurança, Saúde e Casa Civil. O Brasília Vida Segura é um programa executado pelo GDF com metas estabelecidas pela Organização das Nações Unidas (ONU).  

 

            A nova meta estabelecida é de reduzir em 50% os índices atuais de acidentes fatais nas vias do DF | Foto: Renato Alves/Agência Brasília

 

 

A portaria conjunta, assinada em reunião com o governador Ibaneis Rocha, nesta quarta-feira (26), prevê a continuidade do programa na década de 2021 a 2030. A nova meta estabelecida é de reduzir em 50% os índices atuais de acidentes fatais nas vias do DF. 

 

Para o secretário da Semob, Valter Casimiro, as ações do programa preservam a harmonia no trânsito da capital. “Estamos muito satisfeitos com os resultados desse programa, que é feito pelas secretarias do GDF em parceria com a Ambev, para identificar onde há problemas de trânsito de veículos, circulação de pessoas e problemas viários, com a indicação de soluções para que a gente possa ter essa redução no número de acidentes nas vias do DF. É a preservação da harmonia entre o motorista, o motociclista, o ciclista e o pedestre no trânsito de Brasília”.

 

Mesmo com o aumento da população em 16% e da frota de veículos em 53%, o Distrito Federal reduziu o número de óbitos no trânsito. A proposta da ONU era redução de até 50% no índice de mortes e lesões por acidentes em dez anos, e o DF conseguiu reduzir 61%, mais de dez pontos percentuais acima do objetivo.

 

“Estamos atentos aos resultados alcançados e reafirmamos nosso compromisso em atuar de forma integrada a todo sistema de mobilidade do DF. O Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran) e o Comando de Policiamento de Trânsito (CPTran), da Polícia Militar, tem atuado efetivamente na fiscalização e em ações de educação e respeito no trânsito.  Temos certeza que estamos no caminho certo para tornar o trânsito do DF cada vez mais seguro para todos, sejam eles pedestres, ciclistas, motoristas entre outros”, afirma o secretário de segurança pública, delegado Júlio Danilo. 

 

O secretário de saúde, Osnei Okumoto, considerou uma decisão importante a continuidade do programa por mais uma década. “Estamos investindo em salvar vidas. Diminuir acidentes também significa desafogar a rede pública de atendimentos, o que beneficia toda a população de forma consistente e ampla”, disse Okumoto, acrescentando que “programas como esses só têm alcançado sucesso porque são construídos em parceria envolvendo diversas áreas do GDF com a sociedade, no caso, representada pela Ambev”.

 

Em 2019, último ano antes da pandemia, o plano de ação do Programa Brasília Vida Segura contou com 202 ações, sendo 185 de engenharia, 8 de comunicação, 4 de fiscalização, 3 de gestão e 2 educativas. O Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran) e o Departamento de Estradas de Rodagem do DF (DER) foram responsáveis pela maioria das ações que têm como objetivo reduzir ou eliminar os fatores de risco de acidentes nas vias, fiscalizar e orientar os motoristas sobre os cuidados no trânsito para preservar vidas.

 

Em uma das ações realizadas para orientar e conscientizar os frequentadores de bares sobre os perigos e consequências de dirigir alcoolizado, a equipe do Programa fez a simulação de um acidente e mostrou aos motoristas a conta do quanto custa um acidente viário e o valor da vida.

 

Principais órgãos participantes do Programa:
SEMOB
DETRAN
CBMDF
PMDF
PCDF
SAMU
PRF
Novacap
DER
DNIT
MPDFT

Leia também...